Notícias

Servidores do IMA de Patrocínio aderem ao movimento grevista das categorias deflagrado em todo o estado na última sexta

13/03/2018 às 13:32

Servidores do Instituto Mineiro Agropecuária – IMA em todo o Estado de Minas estão aderindo à greve proposta em assembleia realizada em 05 de março pelo Sindicato dos Fiscais Agropecuários Estaduais e Fiscais Assistentes Agropecuários Estaduais de Minas Gerais – SINDAFA/MG. Em entrevista a reportagem da Difusora95, Moisa Medeiros Lasmar presidente do Sindicato explicou os motivos que levaram as categorias a deflagrar o movimento grevista iniciado a partir do dia 09 de março na última sexta-feira. De acordo com a sindicalista a negociação com o governo ocorre desde 2015, e até então em 2018, não houve o cumprimento do acordado em sua totalidade, para o fim da greve das categorias naquele ano.

“Foram criadas várias comissões para acompanhar o impacto do novo plano de carreiras, as questões técnicas de progressão, promoção, enquadramento e isso tudo está tramitando há mais de dois anos. Como esse ano é ano de eleições, existe um prazo de até 07 de abril (prazo de seis meses antes das eleições), para ser publicado qualquer projeto de lei ou resolução que cause impacto financeiro, sendo assim nos chegamos à conclusão de que o governo só está enrolando e não tinha intenções reais de cumprir o acordado, sendo assim não vimos outra solução a não ser a retomada da greve” explicou Moisa.

O movimento grevista está com expectativas de que nesta semana, haja alguma definição junto ao governo estadual, diante as demandas dos Fiscais Agropecuários e dos Fiscais Assistentes Agropecuários de Minas Gerais, por ser ano eleitoral, e o governo, que tem intenções eleitorais, não querer nenhuma mídia negativa.

No Escritório Regional do IMA em Patrocínio, está funcionando tão somente o setor administrativo.  A reportagem da Difusora95, teve acesso a informações de que as Barreiras Sanitárias que Minas Gerais possui a maioria estão fechadas devido a adesão dos servidores a greve, e as poucas que ainda estão abertas, funcionam precariamente, com menos da metade dos servidores, pelo fato de a maioria já ter optado pela adesão a greve.

Ouça na entrevista abaixo, o áudio da entrevista com a presidente do Sindafa/MG, Moisa Medeiros Lasmar, onde ela aborda inclusive as dificuldades que poderão chegar aos mineiros, diante a greve da categoria.

José Antonio/Grupo Difusora de Comunicação.