Notícias

Reprodução

Tempo seco e baixa umidade do ar podem causar diversas doenças respiratórias

15/09/2020 às 15:15

O tempo seco e a diminuição na frequência das chuvas fazem com que a umidade relativa do ar fique baixa. As consequências para a saúde vão desde a ardência e irritação nos olhos e garganta, tosse seca ou cheia e boca seca, à evolução de casos mais graves para quem já apresenta alguma doença crônica.

Em entrevista à reportagem da Difusora 95, o médico pneumologista, Dr. Bernardo Freitas, explicou que as pessoas ficam com a sensação de ardência na garganta, com dificuldades para engolir e mais propensas a infecções. Para quem já tem problemas aumenta a tosse com um catarro mais espesso, além de poder surgir um chiado no peito e a falta de ar.

Diante de todos esses riscos, Dr. Bernardo deixou algumas orientações para que as pessoas possam se cuidar melhor neste período seco e de baixa umidade.

“Tome bastante água, mantenha uma boa hidratação. Evite ambientes onde há fumaça de cigarro, poeiras, cheiro forte de produtos químicos. Evite a prática de esportes em locais de muita poluição e horários de baixa umidade. Evite o período das 11h00 às 16h00 para a prática de esportes”, indicou o médico.

Outros fatores que auxiliam para manter a saúde em bom estado é uma alimentação balanceada, com frutas e verduras, bem como um bom sono que ajuda tanto na recuperação da energia quanto no descanso corporal.

Texto: Cristiane Andrade/ Grupo Difusora
Reportagem: Nilton César/ Difusora 95